CIENTISTAS TRANSFORMAM PAPEL HIGIÊNICO ‘USADO’ EM ENERGIA

CIENTISTAS TRANSFORMAM PAPEL HIGIÊNICO 'USADO' EM ENERGIA

Cientistas encontraram uma maneira de transformar o papel higiênico usado em eletricidade.

Os pesquisadores descobriram que poderiam gerar energia a partir de papel higiênico com aproximadamente a mesma eficiência de uma usina de gás natural e pelo mesmo custo que os painéis solares em casa.

Os pesquisadores de química sustentável da Universidade de Amsterdã e da Universidade de Utrecht, na Holanda, desenvolveram um procedimento de dois passos com o objetivo de retornar papel higiênico sujo a um estado onde mais se assemelha à madeira, da qual foi anteriormente fabricado.

Eles coletaram papel higiênico sujo da lama em estações de tratamento de água e esgoto. Em seguida, secaram e converteram o papel em um gás, dentro de uma câmara que pode atingir até 900 graus Celsius. 

Eles retiraram os alcatrões, as cinzas e a umidade do gás para deixar principalmente o metano, dióxido de carbono e monóxido de carbono. Os gases foram depositados em células de combustível de óxido sólido, que mantêm temperaturas muito elevadas para gerar eletricidade de baixa emissão de metano.

O processo foi projetado para maximizar a eficiência e a sustentabilidade

O calor residual criado pela célula de combustível é usado para secar a próxima rodada de papel higiênico, e todo o processo liberta cerca de um sexto das emissões de carbono de uma planta de carvão, de acordo com a pesquisa, que foi detalhada em agosto na revista Energy Technology.

Os pesquisadores descobriram que poderiam transformar o papel higiênico usado em eletricidade através de um processo de gaseificação seguido de uma reação química com o ar dentro de uma célula de combustível de alta temperatura. Imagem: UvA / HIMS

De acordo com dados da US Energy Information Administration, isso coloca o poder do papel higiênico em par com recursos renováveis em termos de taxas de emissão. Graças à natureza em circuito fechado deste sistema e ao aumento da eficiência da célula de combustível, este novo processo captura de duas a três vezes mais eletricidade do que a simples queima de papel higiênico usado, disseram os pesquisadores.

Se todo o papel higiênico na região de Amsterdã, cidade do país nativo dos pesquisadores, fosse convertido diariamente em eletricidade, as instalações de tratamento de água economizariam 40% de sua energia na separação do papel higiênico da água, além disso, a energia capturada poderia alimentar até 6.400 casas, calcularam os pesquisadores.

Mas, não armazene seu papel higiênico usado para gerar energia – “ainda”.

Mesmo que as estações de tratamento possam utilizar o papel a um custo negativo, porque é tratado como um resíduo e não como um recurso, a tecnologia de célula de combustível não atingiu o ponto em que a construção desse sistema é viável economicamente, disseram os pesquisadores.




Meio Info/Live Science


A informação foi útil pra você?

Se sim, compartilhe-a com seus amigos e deixe também sua opinião nos comentários.

Quer receber novos conteúdos do Meio Info gratuitamente? Cadastre-se:

Por favor, certifique que seu e-mail esteja correto.


Deixe uma resposta

Top