Você está aqui
Home > Mais Meios

GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO BRASIL CRESCEU 29% EM 11 ANOS

resíduos sólidos

A geração de resíduos sólidos (lixo) no Brasil aumentou 29% entre 2003 e 2014, o equivalente a cinco vezes a taxa de crescimento populacional no mesmo período, que foi 6%, de acordo com levantamento divulgado em 27/07/2015 pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).

A quantidade de resíduos com destinação adequada, no entanto, não acompanhou o crescimento da geração total de resíduos. No ano passado, só 58,4% do total foram direcionados a aterros sanitários.

Mais de 41% das 78,6 milhões de toneladas de resíduos sólidos gerados no país em 2014 tiveram como destino lixões e aterros controlados. Segundo a Abrelpe, esses locais são inadequados e oferecem riscos ao meio ambiente e à saúde. No ano anterior, o percentual foi 41,7%. A metodologia da pesquisa envolveu 400 municípios, o equivalente a 91,7 milhões de pessoas. Por dia, o brasileiro gera, em média, 1,062 quilo de lixo.

Esses dados mostram que mais de 78 milhões de brasileiros, ou 38,5% da população, não têm acesso a serviços de tratamento e destinação adequada de resíduos sólidos. Além disso, mais de 20 milhões de pessoas não dispõem de coleta regular de lixo, pois cerca de 10% dos rejeitos gerados não são recolhidos.

O volume de resíduos produzidos aumentou 2,9%, entre 2013 e 2014. A coleta de resíduos, por sua vez, melhorou 3,2%.

Esta é a primeira pesquisa que retrata a situação da gestão dos resíduos, depois da vigência da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), em 2010. Em relação à reciclagem, a pesquisa revela uma evolução de 7,2 ponto percentual. Em 2010, apenas 57,6% dos municípios tinham alguma iniciativa de coleta seletiva. No ano passado, o percentual aumentou para 64,8%.

 

via: Agência Brasil

Imagem: Reprodução internet


A informação foi útil pra você? 

Se sim, compartilhe-a com seus amigos e deixe também sua opinião nos comentários.

Quer receber novos conteúdos do Meio Info gratuitamente? Cadastre-se:

Por favor, certifique que seu e-mail esteja correto.


Deixe uma resposta

Top