Você está aqui
Home > Água

NOVA PESQUISA INDICA QUE O PLANETA TERRA PODE ‘FABRICAR’ SUA PRÓPRIA ÁGUA

TERRA PODE 'FABRICAR' SUA PRÓPRIA ÁGUA

A ciência ainda não é capaz de definir a reação química que dá origem as moléculas de água, seja no planeta Terra ou fora dele, ou seja, não sabemos a origem da água. A teoria preferida dos cientistas é que toda a água presente no planeta chegou a bordo de cometas e asteroides. Porém, uma nova pesquisa pode indicar que a água pode “nascer” dentro do nosso próprio planeta.

Uma equipe da Universidade de Dublin, na Irlanda, constatou que reações químicas que produzem água podem ocorrer no manto terrestre e a água poderia surgir por causa da enorme pressão existente nele. Tamanha pressão poderia explicar também alguns terremotos que ocorrem centenas de quilômetros abaixo da superfície da Terra, cujas origens permaneceram inexplicáveis até o momento.

Água no manto

Em uma simulação computadorizada de reações no manto superior da Terra, a equipe descobriu que a água pode ser produzida pela reação entre hidrogênio líquido e quartzo, a forma mais comum e estável de sílica nessa parte do planeta.

“Nós mostramos que é possível ter água se formando no ambiente natural da Terra, em vez de ser de origem extraterrestre,” comemorou o professor John Tse, membro da equipe.

A reação bastante simples ocorre a cerca de 1.400°C e pressões 20.000 vezes superiores à pressão atmosférica. A sílica, ou dióxido de silício, reage com o hidrogênio líquido para formar água líquida e também o hidreto de silício. As simulações também mostraram que essa reação pode ocorrer naturalmente entre 40 e 400 km de profundidade.



Sob pressão

O detalhe um tanto surpreendente é que as simulações mostram que a água se forma dentro do quartzo, mas depois não tem como escapar, o que gera uma acumulação de pressão no interior dos cristais.

“O hidrogênio líquido difunde através da camada de quartzo, mas acaba por formar água não na superfície, mas no interior do mineral,”[…]  “Analisamos a densidade e a estrutura da água aprisionada e descobrimos que ela está altamente pressurizada”, disse Tse.

De acordo com a simulação, a pressão poderia atingir até 200.000 atmosferas.

“Observamos que a água está sob alta pressão, o que pode levar à possibilidade de terremotos induzidos. Entretanto, são necessárias mais pesquisas para quantificar a quantidade de água liberada necessária para desencadear terremotos profundos”, completa Tse.

Da mesma forma, será necessário quantificar a água produzida ao longo de eras geológicas, para verificar se esse processo poderia responder por uma parcela significativa da água do planeta. Enquanto isso, os defensores da teoria atual continuam procurando por asteroides e cometas feitos inteiramente de gelo.

Outro estudo publicado em 2014 na revista Science [Disponível neste link] já havia declarado que em vez de chegar mais tarde, por impacto de um cometa, as águas da Terra já devem ter existido desde o nascimento do nosso planeta.

 

Artigo disponível em Science Direct neste link em inglês.

Meio Info/Inovação Tecnológica

Imagem: BBC


A informação foi útil pra você?

Se sim, compartilhe-a com seus amigos e deixe também sua opinião nos comentários.

Quer receber novos conteúdos do Meio Info gratuitamente? Cadastre-se:

Por favor, certifique que seu e-mail esteja correto.


Deixe uma resposta

Top