Você está aqui
Home > Água

CIENTISTAS CRIARAM SENSOR QUE UTILIZA CORRENTE ELÉTRICA DE BACTÉRIAS PARA DETECTAR POLUIÇÃO NA ÁGUA

Sensor que utiliza corrente elétrica de bactérias para detectar poluição na água

Os métodos atuais de detecção de poluentes na água são caros, demorados e requerem conhecimento técnico especializado. No entanto pesquisadores da Universidade de Bath no Reino Unido, em conjunto com ao Laboratório de Robótica da Universidade de Bristol, criaram um sensor de baixo custo utilizando tecnologia de impressão 3D que pode ser usado diretamente em rios e lagos para o monitoramento contínuo da qualidade da água.

O sensor contém bactérias que produzem uma pequena corrente eléctrica mensurável quando se alimentam e crescem. Os investigadores descobriram que, quando as bactérias são perturbadas por entrar em contato com toxinas na água, a corrente eléctrica alerta para a presença de poluentes na água.

Usando o dispositivo, os pesquisadores foram capazes de detectar pequenas concentrações de cádmio, um poluente usado na indústria eletrônica, em quantidades bem abaixo dos níveis seguros máximos aceitos.

Dr Mirella Di Lorenzo , Professor de Engenharia Química em Bath, explicou:

“Quando as bactérias se alimentam em uma célula combustível microbial, que convertem energia química em energia elétrica é que podemos medir.”

“Descobrimos que, quando foi injetado um poluente na água, houve uma queda imediata na corrente elétrica que produziram. A queda foi proporcional à quantidade de toxina presente e a corrente é recuperada uma vez que os níveis de toxina caíram. Isso significa que somos capazes de monitorar o nível de poluentes na água em tempo real, sem ter que coletar várias amostras e levá-los para um laboratório.”

“Devido ao fato deste sistema utilizar bactérias vivas, ele age um pouco como um canário em uma mina, mostrando como essas substâncias afetam os organismos vivos.” (referência ao antigo modo de constatação de gases poluentes na atmosfera, em que se utilizavam canários para avisar (com sua morte), quando havia um agente tóxico na atmosfera da mina)

Outros métodos de detecção de poluentes da água envolvem espectrometria de massa, que é um processo muito sensível, mas requer equipamento especializado e caro, além de experiência do operador, por isso não é adequado para monitoramento de água de forma rotineira e generalizada, e impossível em alguns dos países em desenvolvimento que necessitam de mais tecnologia.

 

Meio Info/University of Bath

Imagem: Reprodução internet


A informação foi útil pra você?

Se sim, compartilhe-a com seus amigos e deixe também sua opinião nos comentários.

Quer receber novos conteúdos do Meio Info gratuitamente? Cadastre-se:

Por favor, certifique que seu e-mail esteja correto.


Deixe uma resposta

Top