Você está aqui
Home > Mais Meios

STARTUP CRIA LÂMPADA QUE ACENDE USANDO SAL E ÁGUA

sal e água

As comunidades rurais nas Filipinas (que possui 7.000 ilhas) em breve trocarão suas lâmpadas a base de querosene por lâmpadas que funcionam a base de água salgada.

As lâmpadas a base de querosene são muito utilizadas nas Filipinas, porém, sabe-se que o querosene é um produto químico prejudicial à saúde por deixar gases tóxicos no ar durante sua queima, e que as pessoas inalam. Ele também é muito inflamável, sendo um dos principais agentes de incêndios nas comunidades Filipinas.

Com intuito de melhorar essa realidade, tanto para questão da saúde e segurança, quanto para questão econômica das comunidades mais carentes, Aisa Mijeno  membro do Greenpeace das Filipinas, junto com seu irmão Raphael Mijeno, criaram Startup SALt (Sustainable Alternative Lighting, ou simplesmente “SAL”).

Aisa Mijeno (direita) e seu irmão Raphael Mijeno (esquerda) durante premiação de sua Startup na SME Sustainability Commitment Category, em maço deste ano.

Assim, foi desenvolvida essa importante ferramenta que visa utilizar o recurso mais abundante do país: água salgada – de uma forma segura e ambientalmente correta, pois é uma fonte de energia renovável e não traz consequências perigosas às pessoas.

A lâmpada usa uma solução contendo um copo de água misturada com duas colheres de sopa de sal – ou pode-se usar a água salgada do mar diretamente – a qual é suficiente para fornecer 8 horas de luz, também utiliza uma bateria de célula galvânica com dois eletrodos que são colocados na solução (que é rica em eletrólitos), gerando energia que pode durar até seis meses, dependendo da frequência e tempo que é usada. A energia gerada pela lâmpada também é suficiente para carregar smartphones através da porta USB.

Segundo os criadores da lâmpada de sal, o processo de fabricação tem um custo muito baixo e para começar, a empresa tem o objetivo de entregar cerca de 600 lâmpadas para tribos indígenas filipinas, mas também pretende aumentar a produção e lançar no mercado para venda no início de 2016.

Sendo o terceiro país onde houveram mais de vítimas de catástrofes naturais no mundo, as Filipinas poderiam realmente se beneficiar dessas lâmpadas, especialmente durante os esforços de resgate e recuperação.

Veja abaixo algumas imagens da lâmpada Salt

 

via: SALt; Inhabitat; Gizmag


A informação foi útil pra você? 

Se sim, compartilhe-a com seus amigos e deixe também sua opinião nos comentários.

Quer receber novos conteúdos do Meio Info gratuitamente? Cadastre-se:

Por favor, certifique que seu e-mail esteja correto.


Deixe uma resposta

Top